Muito se fala sobre acessibilidade, mas poucas ações efetivas são colocadas em prática, deixando o tema apenas no discurso. Atualmente, mais de 33 milhões de brasileiros possuem algum tipo de deficiência, e grande parte deles ainda não está no radar das marcas.

Pensando nisso, o Catálogo Digital O Boticário, uma das ferramentas de venda direta da marca, foi equipado com funcionalidades para que o público com diferentes níveis de deficiência visual pudesse usufruir do canal de maneira mais eficiente.

Como funcionou?

Após diagnóstico e pesquisas presenciais com Revendedores do Boticário com deficiência visual e consultores em acessibilidade, o catálogo passou a traduzir imagens em palavras, com audiodescrição em 100% do conteúdo. Além disso, foram adicionadas ao catálogo – agora responsivo – ferramentas de zoom, navegação pelo teclado e alteração de tonalidade de cores e contraste, funcionalidades que também contribuem para um uso mais inclusivo do material. Tudo isso de acordo com as diretrizes do W3C®, organização internacional que regula os padrões de navegação na internet no mundo todo.

Os resultados foram surpreendentes!

Entre o trimestre anterior à execução do projeto e o primeiro trimestre após a implementação do Catálogo Digital Acessível O Boticário, a plataforma teve os seguintes resultados:

  • Crescimento de mais de 50% em page views.
  • Visualização adicional de mais de 40% de páginas por sessão.
  • A quantidade de usuários aumentou em mais de 10%.
  • Aumento de 8% no número de sessões.

Além disso, nos primeiros nove meses da nova versão, os recursos de acessibilidade do Catálogo Digital Acessível O Boticário foram utilizados quase 40 mil vezes.

Um trabalho que permitiu que muito mais pessoas vivessem a beleza dos produtos O Boticário.